2 a 30 de novembro, na Biblioteca Municipal do Vale da Amoreira

Exposição pintura Violência contra as Mulheres

 

A Biblioteca Municipal do Vale da Amoreira recebe, de 2 a 30 de novembro, a Exposição de Pintura “A Violência Contra as Mulheres”, de Gabriela Santos. A abertura da mostra, prevista para as 21:00h, conta com a presença de Celisa Carvalho que integrou o projeto da OGA de luta contra a Mutilação Genital Feminina, em 2015 (Financiado pela Gulbenkian).

 

Gabriela Santos nasceu a 8 de dezembro de 1949, em Leiria. Com cerca de 4 anos, foi viver no Montijo, onde fez a instrução primária, mudando-se depois definitivamente para o Barreiro. Aí fez a escola secundária, onde teve o primeiro contacto com o movimento antifascista, frequentando, entre outros, a Académica e o Cineclube. Continuou os seus estudos em Lisboa, no Instituto Industrial, tendo participado ativamente no movimento estudantil dos anos 60, através da Associação de Estudantes. No ano de 2015, passava repetidamente junto a uma casa que anunciava cursos de desenho e pintura. Sem quaisquer perspetivas e nunca tendo pintado ou desenhado de forma consistente, resolveu tentar, por considerar que lhe poderia ser terapêutico, devido ao seu passado. E foi assim que, aos 66 anos, se viu a pintar, tendo frequentado o curso de Desenho e Pintura da CACAV, em Alhos Vedros. De janeiro até à presente data, já pintou cerca de 50 quadros e realizou a sua primeira exposição em abril de 2016, na Junta de Freguesia da Baixa da Banheira.

Celisa Carvalho tem 44 anos, nasceu em Bafatá na Guiné-Bissau. Veio para Portugal em 1998, devido ao conflito armado na Guiné, e vive no Barreiro desde 2000.É licenciada em Serviço Social em 2008, e Mestre em Ciência Política desde 2014.Ativista dos direitos humanos, integrou projeto da OGA de luta contra a Mutilação Genital Feminina em 2015 (Financiado pela Gulbenkian), área na qual é pós-graduada desde 2017. É uma das fundadoras da AIGAST, projeto que mais tarde abandonou. Desenvolve atividades no Vale da Amoreira desde 2006.

Trabalha atualmente como técnica superior de serviço social na equipa de protocolo do RSI do CRIVA, equipa da qual faz parte desde 2009.

Anúncios